siga-nos no facebook

A importância do diagnóstico precoce
no Câncer

Para aumentar as oportunidades de sucesso no tratamento de um câncer, o diagnóstico precoce é indispensável, permitindo identificar a doença em um estágio inicial, aumentando as chances de possibilidade de tratamento, melhora na qualidade de vida dos pacientes e cura. A grande maioria dos tumores possuem antecedentes pessoais, como hábitos, estilo de vida e também histórico familiar. Através de exames e testes genéticos é possível fazer uma seleção inicial de indivíduos que possuem maior risco de desenvolver a doença. Atualmente, podemos utilizar o mapeamento genético para prever o risco de desenvolvimento de câncer hereditário em pessoas com histórico familiar de câncer. Um exemplo do uso deste tipo de teste – amplamente divulgado na mídia – é o caso da atriz e diretora, Angelina Jolie, que realizou um teste genético para identificar sua predisposição ao desenvolvimento de câncer. A atriz já possuía histórico familiar de câncer de mama, sua avó materna, a tia e a mãe faleceram em decorrência da doença e o teste detectou uma mutação no gene BRCA1. As mutações neste gene indicam uma maior predisposição para o desenvolvimento de câncer de mama e ovário. O teste genético detectou que as chances da atriz de desenvolver um câncer de mama eram de 87%, e de ovário, de 50%.  Com estes resultados, Angelina e seu médico chegaram à conclusão que, para ela, a melhor opção seria uma mastectomia dupla preventiva, realizada em 2013 e, posteriormente, em 2015, a retirada dos ovários e trompas de falópio. Estas duas opções foram recomendadas de acordo com as particularidades de Angelina e não representam as únicas opções de tratamentos em TODOS os casos de câncer de mama e ovário hereditários. Durante todo o processo de Angelina Jolie, a divulgação na imprensa, dos detalhes sobre os exames realizados e as escolhas médicas envolvidas foi uma forte ferramenta de promoção da importância dos testes genéticos para predizer o risco de desenvolvimento de câncer hereditário e do diagnóstico precoce de câncer. Através de duas cartas abertas publicadas no jornal americano The New York Times a atriz afirma que, ao contar a sua história, seu maior desejo é encorajar todas as mulheres, especialmente as que possuem uma história familiar de câncer de mama ou de ovário, a buscarem informações e especialistas que possam ajudá-las. “Eu escolho não manter minha história privada porque há muitas mulheres que não sabem que podem estar vivendo sob a sombra do câncer. Espero que elas também possam testar genes e que, se tiverem um alto risco, também saberão que elas têm fortes opções. ”, disse. A Gencell Pharma conta com uma das mais modernas formas de avaliar o risco de desenvolvimento de câncer hereditário (em homens e mulheres): o Teste de câncer hereditário Color. Através dele é possível predizer o risco de desenvolvimento dos tipos mais comuns de câncer hereditário, como o câncer de mama, ovários, colorretal, pancreático e outros. Conhecendo seu risco, você e seu médico podem criar um plano personalizado para prevenir e detectar precocemente o câncer em um estágio inicial e tratável. Para maiores informações sobre o Teste Color entre em contato conosco. Para saber mais sobre a história da atriz Angelina Jolie, confira as cartas do The New York Times: https://goo.gl/Xjz7SC (My Medical Choice, 2013), https://goo.gl/nsdXo9 (Diary of a Surgery, 2015).
siga-nos no facebook
Fale Conosco pelo WhatsApp
Siga-nos no nosso programa de instalação