siga-nos no facebook

O que é e como funciona a quimioterapia?

Quimioterapia é um tratamento que utiliza medicamentos para enfraquecer e destruir células cancerosas no corpo, incluindo células no local original do câncer e quaisquer células cancerosas que possam ter se espalhado para outras partes do corpo.  

A maioria das células normais cresce e divide-se de forma precisa e ordenada. Ainda assim, algumas células normais se dividem rapidamente, incluindo células em folículos pilosos, unhas, boca, trato digestivo e medula óssea (que faz as células sanguíneas). A quimioterapia é uma terapia sistêmica, o que significa que afeta todo o corpo através da circulação sanguínea. Por isso, este tratamento pode prejudicar involuntariamente esses outros tipos de células que se dividem rapidamente, causando efeitos colaterais.

A quimioterapia é usada para tratar:

  • Câncer de mama invasivo em estágio inicial, para se livrar de células cancerosas que podem ser deixadas para trás após a cirurgia, e reduzir o risco de o câncer voltar;
  • Câncer de mama de estágio avançado para destruir ou danificar as células cancerosas tanto quanto possível;

Em alguns casos, durante o tratamento de um câncer de mama em estágio inicial, é bastante comum que a quimioterapia seja administrada após a cirurgia, assim que o paciente se recupere. Os médicos chamam essa quimioterapia “adjuvante” porque é administrada além da cirurgia, que é considerada o principal tratamento. Existem também os casos em que a quimioterapia é administrada antes da cirurgia para diminuir o câncer, de modo que menos tecido adjacente ao tumor seja removido. Quando a quimioterapia é administrada antes da cirurgia, é chamada de quimioterapia “neoadjuvante”.

Usualmente, os medicamentos de quimioterapia são administrados em combinação, o que significa que o pacientes recebe dois ou três medicamentos diferentes ao mesmo tempo. Essas combinações são conhecidas como regimes de quimioterapia.  No câncer de mama em estágio inicial, os regimes de quimioterapia padrão reduzem o risco de o câncer voltar. No câncer de mama avançado, os regimes de quimioterapia proporcionam chances do câncer diminuir ou desaparecer em cerca de 30 a 60% das pessoas tratadas. Tenha em mente que cada câncer responde de maneira diferente à quimioterapia.

Você sabia que existem pacientes com câncer de mama em estágio inicial que podem ser poupadas da quimioterapia?

Após um diagnóstico positivo de câncer de mama, a principal dúvida de muitas pacientes é:  “Será que precisarei fazer quimioterapia?”. Muitas ouviram histórias de efeitos colaterais como náuseas, dores e perda de cabelo. Algumas mulheres não ficam tão apavoradas com a cirurgia ou radioterapia, mas a quimioterapia é sempre uma questão preocupante.

Mas você sabia, que para alguma mulheres, a quimioterapia não auxilia na cura da doença, trazendo risco e efeitos colaterais indesejáveis?

MammaPrint

Para saber se você é uma das pessoas que podem ser poupadas deste tipo de tratamento tão impactante na vida das pacientes, os médicos indicam o exame MammaPrint. Trata-se de um teste genético que avalia a biologia do seu tumor e determina o quão agressivo ele é. A partir do perfil genético do tumor, é mensurado o risco de recorrência do câncer de mama e então, avaliada a necessidade de fazer o tratamento de quimioterapia.

Este teste é indicado para pacientes com tumores (T) com as seguintes características:

  • Receptores hormonais (Receptor de Estrógeno (ER)/Receptor de Progesterona (PR)) positivos, sem acometimento de linfonodos;
  • T ≥ 1 cm e grau 3;
  • T ≥ 2 cm e grau 2 ou 3;
  • T ≥ 3 cm qualquer grau;
  • Pacientes com acometimento de linfonodos ( até 3 linfonodos comprometidos);
  • Tumores triplo negativos;
  • Tumores HER2 positivos (HER+).

Através da análise de 70 genes, é possível classificar a paciente em um grupo de baixo ou alto risco de desenvolver a doença novamente em um período de 10 anos após o diagnóstico do câncer. Se você for classificada no grupo de baixo risco, significa que você tem uma chance baixa de recorrência da doença. Portanto, um tratamento mais agressivo não lhe trará nenhum benefício real, permitindo que você seja poupada da quimioterapia. Para definir seu plano tratamento, seu médico avaliará muitos fatores como, tamanho do tumor, o envolvimento dos linfonodos e o estado do receptor hormonal de seu câncer. Esses fatores, juntamente com o Mammaprint, podem ajudá-lo a decidir pelo tratamento mais adequado ao seu tipo de câncer e que lhe trará mais benefícios com maior qualidade de vida.

A Gencell Pharma conta com toda a estrutura para que você possa realizar este exame, com atendimento para todo o Brasil. Para saber mais sobre o MammaPrint acesse: Mammaprint-Blueprint

Ou entre em contato conosco: (11) (11) 97197-7797 com Larissa ou no e-mail: sac2@gencellpharma.com.br

Fontes e texto original em inglês:

http://www.breastcancer.org/treatment/chemotherapy/who_gets_it

http://www.breastcancer.org/treatment/chemotherapy/how_it_works

http://www.breastcancer.org/treatment/chemotherapy

siga-nos no facebook
Fale Conosco pelo WhatsApp
Siga-nos no nosso programa de instalação