siga-nos no facebook

Tratamentos para Câncer de Mama podem aumentar risco de doenças cardíacas, diz Associação Americana do Coração

De acordo com uma publicação recente da Associação Americana do Coração (American Heart Association), pacientes em tratamento para o câncer de mama podem apresentar maior risco de doença cardiovascular, incluindo insuficiência cardíaca, devido ao uso de alguns tipos drogas utilizadas em quimioterapias.

Em comunicado a imprensa, Laxmi Mehta, representante da Associação Americana do Coração, diretora do Programa de Saúde Cardiovascular da Mulher e professora associada. de medicina na Ohio State University em Columbus, Ohio (EUA), diz: “Qualquer paciente que se submeta ao tratamento do câncer de mama, seja com doença cardíaca no início ou não, deve estar ciente dos efeitos potenciais dos tratamentos em seu coração.”

Ao tomar decisões sobre as terapias disponíveis para o câncer de mama, os pesquisadores dizem que os pacientes e os médicos devem avaliar os benefícios e potenciais riscos para a saúde do coração.

“Isso não deve dissuadir ou assustar os pacientes de um tratamento contra câncer de mama, mas deve permitir que eles tomem decisões conscientes  em conjunto com o médico sobre o melhor tratamento para o câncer”, acrescentou Mehta.

Segundo a declaração chamada “Doença cardiovascular e câncer de mama: onde essas entidades se inserem: uma declaração científica da American Heart Association”, publicada na revista americana Circulation, terapias contra o câncer de mama HER2 positivo, por exemplo, podem causar enfraquecimento do músculo cardíaco. Enquanto em muitos pacientes este é um efeito temporário que melhora após o término do tratamento, alguns pacientes apresentam insuficiência cardíaca permanente.

Os primeiros sinais de insuficiência cardíaca indicam que os pacientes devem diminuir o tratamento ou mudar para outra terapia para evitar danos crescentes ao coração.

Outra classe de tratamentos utilizados em quimioterapia chamada antraciclinas pode afetar o ritmo cardíaco dos pacientes. As terapias contra o câncer que utilizam os chamados antimetabólitos – que afetam a divisão celular do câncer – e a radioterapia também podem afetar o coração. Ambos podem afetar os grandes vasos (artérias) ou o coração, levando a espasmos e doenças ou bloqueios da artéria coronária, respectivamente.

O câncer de mama e as doenças cardíacas compartilham fatores de risco comuns, incluindo idade avançada e história familiar de doença. Os hábitos de vida, incluindo a má alimentação, a inatividade física e o uso do tabaco, também afetam ambas as doenças, sugerindo que as intervenções de estilo de vida podem interromper sua progressão.

MammaPrint e a possibilidade de ser poupado de um tratamento agressivo, como a quimioterapia

Aqui no Brasil, a Gencell Pharma oferece aos pacientes – que acabaram de receber um diagnóstico positivo para o câncer de mama – um teste genético que avalia a biologia do tumor e determina o quão agressivo ele é, possibilitando a avaliação da necessidade de fazer o tratamento de quimioterapia.

Isto significa que algumas mulheres podem ser poupadas dos riscos de doenças cardíacas conforme recentemente mencionado pela Associação Americana do Coração e dos conhecidos efeitos colaterais indesejáveis, como náuseas, dores e perda de cabelo gerados por esse tratamento agressivo.

Chamado de MammaPrint, este teste é realizado através da análise de 70 genes que permitem classificar a paciente em um grupo de baixo ou alto risco de desenvolver a doença novamente em um período de 10 anos após o diagnóstico do câncer.

Se a paciente é classificada no grupo de baixo risco, significa uma chance baixa de recorrência da doença. Portanto, um tratamento mais agressivo não trará nenhum benefício real, permitindo que esta seja poupada da quimioterapia.

Mammaprint é o avanço da medicina personalizada, auxiliando no tratamento de pacientes com câncer de mama em estágio inicial.

Para quem o Mammaprint é indicado?

É indicado para pacientes com tumores (T) com as seguintes características:

  • Receptores hormonais (Receptor de Estrógeno (ER)/Receptor de Progesterona (PR)) positivos, sem acometimento de linfonodos;
  • T ≥ 1 cm e grau 3;
  • T ≥ 2 cm e grau 2 ou 3;
  • T ≥ 3 cm qualquer grau;
  • Pacientes com acometimento de linfonodos (até 3 linfonodos comprometidos);
  • Tumores triplo negativos;
  • Tumores HER2 positivos (HER+)

Este teste é confiável? Tem comprovação científica?

O Mammaprint possui vários estudos comprovando sua eficiência e é o único teste prognóstico com nível de evidência 1A, ou seja, possui nível máximo de credibilidade científica.

Como devo proceder para fazer o teste?

Primeiro, você deve conversar com seu médico para checar se você tem indicação para fazer o teste. Caso você tenha indicação, entre em contato conosco que lhe explicaremos todo o procedimento. É bem simples e lhe auxiliaremos em todas as etapas.

Nossos contatos são:

(11) 97197-7797 – falar com Larissa

sac2@gencellpharma.com.br

siga-nos no facebook
Fale Conosco pelo WhatsApp
Siga-nos no nosso programa de instalação